HIG 970×250
Carnaval

União da Ilha será a sexta escola na madrugada deste domingo para segunda-feira

Foto: Magaiver Fernandes / carnavalesco.com.br
Sete escolas entram na avenida no primeiro dia do Grupo Especial do Rio de Janeiro neste domingo. A União da Ilha, sexta escola a entrar na Sapucaí, está com seu desfile marcado entre 2:30 e 3:20.

Penúltima na madrugada de domingo para segunda-feira no carnaval do Rio 2020, a União da Ilha com o enredo “nas encruzilhadas da vida, entre becos, ruas e vielas, a sorte está lançada: Salve-se quem puder” traz para a avenida as falsas promessas de políticos e poderosos. Os autores, Marcio André, Marcio André Filho, Rafael Prates, J Alves, Daniel e Marinho, cantam o talento de quem vive nas comunidades, cresce e se desenvolve a despeito de todo o abandono.

HIG 970×250

Segundo a Istoé a bateria da Ilha vai usar uniformes semelhantes aos da rede pública de ensino do Rio de Janeiro no desfile, com furos no tecido para simular as balas perdidas. A frente da Baterilha, a rainha Gracyanne Barbosa representará um pedido de paz nas nas unidades de ensino, conforme apuração da coluna Leo Dias. Além disso, a escola também vai encenar na passarela do samba, as ações policiais nas comunidades. Outro destaque é o início do desfile, que contará a história de uma mulher negra prestes a ter um filho, esperando por atendimento médico nas unidades de saúde. A partir desta cena, o enredo será contado pela escola na avenida.

FICHA TÉCNICA
Presidente: Djalma Carneiro Leão Falcão
Carnavalescos: Cahê Rodrigues e Fran Sérgio
Diretor de Carnaval: Laíla
Diretor Geral de Harmonia: Laíla
Intérprete: Ito Melodia
Comissão de Frente: Leandro Azevedo
Mestres de Bateria: Jefferson Araújo (Keko) e Marcelo Santos
Rainha de Bateria: Gracyanne Barbosa
1º Casal de Mestre-Sala e Porta-Bandeira: Phelipe Lemos e Dandara Ventapane
2º Casal de Mestre-Sala e Porta-Bandeira: Rodrigo França e Winnie Lopes
Número de Componentes: 2.800
Número de Alegorias: 5 carros e 2 tripés
Número de Alas: 32
Ordem do desfile: 6ª escola – domingo de carnaval (Sambódromo)

Confira o Samba-enredo da União da Ilha
Senhor, eu sou a Ilha!
E no meu ventre essa verdade que impera
Que é invisível entre becos e vielas
De quem desperta, pra viver a mesma ilusão
E vai trabalhar
Antes do sol levantar de novo
A voz do rancor não cala meu povo, não!
Sou mãe! Dignidade é meu destino
Rogo em prece meus meninos
Ao longe, alguém ouviu
Meus filhos são filhos dessa mãe gentil

Inocentes, culpados, são todos irmãos
Esse nó na garganta, vou desabafar
O chumbo trocado, o lenço na mão
Nessa terra de deus-dará…

Eu sei o seu discurso oportunista
É a ganância, hipocrisia
O seu abraço é minha dor, seu doutor
Eu sei que todo mal que vem do homem
Traz a miséria e causa fome
Será justiça de quem esperou
O morro vem pro asfalto e dessa vez
Esquece a tristeza agora…
É hoje, o dia da comunidade
Um novo amanhã, num canto de liberdade

A nossa riqueza é ser feliz
Por todos os cantos do País
Na paz da criança, o amor da mulher
De gente humilde que pede com fé

Mostrar mais

Artigos relacionados

amateurfetishist.com tryfist.net trydildo.net