Apóstolo Arnaldo 970×250
Ilha do Governador

Degase é contemplado com Programa Jovem Aprendiz

Solenidade marca mais uma geração que estará preparada para o mundo do trabalho

O Departamento Geral de Ações Socioeducativas do Estado realizou na tarde desta quinta-feira (12), uma solenidade que celebrou a admissão de 25 jovens cumpridores de medida socioeducativa de semiliberdade, no Programa Jovem Aprendiz. As vagas são para o curso de auxiliar administrativo, com duração de 23 meses, que contempla em sua totalidade o CRIAAD da Ilha do Governador e será realizado na sede da SEEDUC.

A solenidade contou com a presença de diversas autoridades, entre elas o secretário estadual de Educação Pedro Fernandes; a juíza Lucia Glioche, titular da Vara de Execuções de Medidas Socioeducativas (VEMSE); a promotora de Tutela Coletiva da Infância e da Juventude Infracional da Capital de justiça Janaína Pagan, e a procuradora do Ministério Público do Trabalho, Dulce Martini. Além das autoridades, representantes da empresa contratante e capacitadora também estiveram presentes.

Apóstolo Arnaldo 970×250

O secretário de educação do Estado, Pedro Fernandes, destacou a importância do programa na ressocialização dos jovens.

– A minha função aqui como secretário é gerar oportunidade e perspectiva de futuro para os jovens. Nosso papel é fazer com que eles acreditem em si, e que quando saírem do sistema socioeducativo possam ter uma diretriz e a oportunidade de ressignificar suas trajetórias através do trabalho formal – disse o secretário.

A juíza Lucia Glioche, titular da Vara de Execuções de Medidas Socioeducativas (VEMSE), declarou seu apoio ao projeto.

– Tenho certeza que ao final desses 23 meses o Degase não terá nenhuma reincidência. Eu acredito que o adolescente irá agarrar essa oportunidade, porque ele é hoje um privilegiado. Através do programa, esse jovem tem a oportunidade de conquistar um espaço numa sociedade a qual ele acredita não pertencer e voltar a sonhar. Esse projeto é especial, promissor e tem todo o meu apoio – disse juíza Glioche.

O Degase conta hoje com 125 adolescentes no programa Jovem Aprendiz, que além de participarem dos cursos de aprendizagem gratuitamente, têm a CTPS assinada como aprendiz, recebem salário mínimo hora e todas as verbas trabalhistas asseguradas pela lei da aprendizagem. Neste momento, as empresas Nova Rio e a Singular são as parceiras e a ONG Camp Mangueira é a instituição capacitadora.

– O objetivo é abrir espaço no mercado de trabalho e criar uma nova perspectiva socioeconômica para esses jovens para que eles ingressem na vida profissional e não voltem a cometer atos infracionais. Esse desafio é nosso e vamos dar todas as condições possíveis de ressocialização aos jovens do departamento para tornar isso uma realidade através do trabalho – afirma o diretor-geral do Degase, Márcio Rocha.

Além das vagas do Programa, o departamento vai receber a quantia de R$ 40 mil do Ministério Público do Trabalho para execução de mais vagas do Programa Jovem Aprendiz.

Jovens contratados participam da solenidade

Os 25 jovens contratados assistiram a solenidade e falaram sobre sua expectativa para a nova etapa de vida. *R.L de 16 anos, assistia atento à solenidade.

– Estou muito animado com essa chance. Agora não é mais adolescente infrator. É jovem aprendiz, tá ligado? Disse para um colega que estava próximo.

Ao lado do jovem, estava sua mãe, Monique Neves, que não conteve a emoção em ver o filho no caminho que sempre sonhou.

– Eu sinto com toda a força do meu coração que meu filho irá sair daqui um menino melhor, recuperado e principalmente focado na sua vida profissional. Estou muito orgulhosa e em paz – disse a mãe do novo jovem aprendiz.

Fonte: ASCOM Degase

Mostrar mais

Artigos relacionados

amateurfetishist.com tryfist.net trydildo.net