HIG Super Banner
Ilha do Governador

Tubiacanga pode receber melhorias

O bairro de Tubiacanga, um dos menos conhecidos da Ilha do Governador, fica na ponta Norte da Ilha, junto a uma das cabeceiras da pista mais nova do Aeroporto Tom Jobim. Mas nem sempre foi essa a sua localização. Originalmente, ficava junto à Praia de São Bento, em paralelo à Estrada do Galeão. Seus moradores foram desalojados daí por força da construção da pista antiga do aeroporto e reassentados no atual espaço. Suas praias, de águas calmas, e o famoso restaurante Capitania dos Copos, especializado em frutos do mar, são orgulho do local.

Mas a odisséia de Tubiacanga – que já inspirou até uma novela da TV Globo, “Fera ferida”, que foi ao ar entre 1992 e 1993 – não parou aí. O bairro não pode crescer, porque a área está reservada para a construção de uma terceira pista do aeroporto, e os problemas se avolumaram. A estrada de acesso – que começa na Avenida Braz Crispino – sempre viveu esburacada, a maioria de suas ruas internas não tem calçamento, falta saneamento e a iluminação é bastante precária.

Rodrigo Marques Super Banner

Terra natal do lateral bicampeão mundial Nílton Santos, que iniciou sua carreira jogando no Flexeiras, clube local, Tubiacanga sempre reclamou do jogo de empurra das diversas esferas governamentais: a Infraero, empresa federal proprietária da área, e a Prefeitura do Rio de Janeiro sempre se desentenderam sobre de quem é a responsabilidade de cuidar da infra-estrutura do local.

Felizmente, o panorama parece estar mudando. Em abril último, o Jornal Golfinho publicou que o Subprefeito da Zona Norte, André Santos, em visita à nossa Redação, informou que Tubiacanga era o bairro da Ilha do Governador que receberia maior atenção da Prefeitura do Rio de Janeiro, “por ter sido sempre esquecido pelas administrações anteriores”.

Ainda em abril, a Administradora Regional, Ângela Rosa, reuniu-se no bairro com as lideranças locais e conseguiu que a RioLuz iniciasse um programa de melhoramento da iluminação local, propiciando inclusive mais segurança.

Com o apoio da Light, foi iniciada também a troca de postes, de madeira para concreto. Além disso, o 12º Distrito de Conservação da Secretaria Municipal de Obras tapou diversos buracos da estrada de acesso.

– Tubiacanga é um bairro carente e isolado e sabemos que temos de atuar com mais vigor. A XX Região Administrativa, junto com as Secretarias Municipais de Meio Ambiente, Esporte e Lazer e de Assistência Social, está trazendo projetos para a comunidade – afirmou Ângela Rosa.

Marilza Alves de Melo Carvalho, presidente da AMA Tubiacanga, disse ao Jornal Golfinho que as principais reivindicações da comunidade são a construção de galerias sanitárias nas poucas ruas que foram pavimentadas em 2008 – “o esgoto invade o quintal das nossas casas” – e a pavimentação das demais. Além disso, os moradores querem que seja cortado o mato alto que margeia toda a extensão da estrada de acesso ao bairro e a volta do programa Guardião do Rio, cujos agentes ambientais cuidam da limpeza dos rios e praias e conscientizam os moradores da importância de se preservar esses locais.

Jornal Golfinho

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados