Trotes para serviços de emergências podem resultar em multas de até dois mil reais

Foto: Clarice Castro
Foto: Clarice Castro

Quem passar trote telefônico em serviços de emergência como Bombeiros (193) e PM (190) poderá ser multado em até R$ 2 mil. É o que prevê a Lei 7.478/2016, sancionada em outubro de 2016, pelo Governo do Estado. Somente em janeiro, a central 193 do Centro Integrado de Comando e Controle dos Bombeiros (CICC) registrou 16.094 trotes, das 74.339 ligações recebidas. A central de emergência 193 atende ligações da capital, parte da Baixada Fluminense e da região de Niterói.

A lei determina que as operadoras passem os dados cadastrais das linhas usadas para trotes. Caso haja reincidência na ação, os serviços de telefonia do usuário poderão ser bloqueados.

HIG Super Banner

Segundo o coronel Marcus Vinicius Machado de Oliveira, diretor de Comando e Controle Operacional do Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro, esta medida é muito importante para coibir este tipo de prática.

– Os trotes sobrecarregam o serviço de atendimento de socorro – disse o coronel.