Prefeitura do Rio retoma obras do BRT Transbrasil

Lígia Souto / Agência Brasil

As obras do BRT Transbrasil, corredor expresso que ligará Deodoro, na zona Oeste, ao centro do Rio de Janeiro pela Avenida Brasil, foram retomadas nesta segunda-feira.

As intervenções começam de forma gradativa e a previsão é que sejam concluídas até junho de 2018. A construção da Transbrasil estava paralisada desde os Jogos Olímpicos, em agosto do ano passado.

Circuito Ilha – Middle

O reinício acontece após um acordo de reajustamento de contrato entre o município e o consórcio Transbrasil, no valor de R$ 115 milhões.

A prioridade da prefeitura será o trajeto que liga Deodoro a passarela dois da Avenida Brasil, na altura do Caju. Inicialmente, o Transbrasil não funcionará como BRT, com ônibus biarticulados. Isso só ocorrerá após a licitação e a conclusão de três terminais.

Embora o serviço tenha sido retomado, as intervenções no trânsito só acontecem a partir do próximo fim de semana, entre os bairros de Ramos e da Penha, no sentido Zona Oeste.

Durante a cerimônia que oficializou o reinício das intervenções, na Ilha do Governador, o prefeito Marcelo Crivella conversou com os operários contratados e voltou a criticar a antiga gestão e acusou Eduardo Paes de abandonar obras.

Já o secretário municipal de Urbanismo, Infraestrutura e Habitação, Índio da Costa, afirmou que a antiga gestão deixou quase R$ 1 bilhão em dívidas de obras realizadas e não pagas, valor que não constava nas Restos a Pagar da secretaria.

Índio acusou o ex-prefeito Eduardo Paes de desrespeitar a lei de responsabilidade fiscal e promover “motocicletada”, que, segundo ele, é uma “pedalada fiscal turbinada com gasolina”.

A reportagem procurou a assessoria de imprensa do ex-prefeito Eduardo Paes, mas não obteve resposta até o fechamento desta matéria.