Polícia prende gerente da ‘máfia das vans’ da Ilha e outras 14 pessoas

Nos últimos três anos a quadrilha teria arrecadado mais de 27 milhões de reais

Foto: Polícia Civil / Divulgação
Armas e munições foram apreendidas na casa de Batoré – Foto: Polícia Civil / Divulgação

Uma grande operação foi realizada na manhã desta quarta-feira, dia 19, com o objetivo de desarticular uma quadrilha que explora o transporte de vans na Ilha do Governador e detém ligações com o tráfico de drogas. A operação foi realizada pela Subsecretaria de Inteligência da Secretaria de Segurança (SSinte), com apoio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público e da Polícia Civil

A ação terminou com 15 presos que são apontados como integrantes da cúpula chamada “máfia das vans”. Um dos presos é o ex-policial militar “Batoré” que seria o principal articulador da quadrilha e braço direito do traficante Fernandinho Guarabu, apontado como chefe da máfia. Batoré, que foi preso em Quintino junto com sua esposa e irmã, foi expulso da PM em 2004 acusado acusado de fornecer armar ao Morro do Dendê.

As investigações apontam que o grupo cobrava 350 reais semanais por cada van para poder circular na região o que rendia um lucro mensal em torno de 800 mil reais. Nos últimos três anos a quadrilha teria arrecadado mais de 27 milhões de reais.