Operação da Polícia Civil termina com dois mortos e protestos de moradores

No Morro do Dendê um garoto de apenas 12 anos identificado como Gilson Costa foi morto.

Operacao da Policia Civil termina com dois mortos e protestos de moradores

Uma mega operação da Polícia Civil em várias comunidades da Ilha do Governador na manhã desta terça-feira (19) terminou com duas pessoas mortas e muito protestos pelas ruas. Os policias fizeram buscas no Morro do Dendê, Barbante, Boogie Woogie, Praia da Rosa e em favelas dos Bancários.

No Morro do Dendê um garoto de apenas 12 anos identificado como Gilson Costa foi morto. Gilson era estudante e estava no 6º ano da Escola Municipal Dunshee Abranches. O menino estava com Wanderson Jesus Martins, de 22 anos, outro morto na ação. Moradores relataram que os dois estavam indo comprar pão e ao ouvirem os tiros correram em direção à uma padaria na localidade conhecida como Boavista onde foram baleados. Segundo os moradores os tiros foram disparados por policiais.

Após as mortes moradores desceram para o Cocotá e caminharam em direção à 37ª Delegacia onde fizeram fecharam a Estrada do Galeão. Pelo caminho foram deixando lixo espalhados pelas vias. Vários comerciantes do Cocotá e Cacuia fecharam as portas.

Segundo a Polícia Civil, ao menos 400 policiais participaram da ação, que teve apoio da Core (Coordenadoria de Recursos Especiais) e de unidades do DPGE (Departamento Geral de Polícia Especializada), além da Polícia Militar.