Moradores da Vila Joaniza protestam após demolição de construções irregulares

Prefeitura removeu imóveis construídos irregularmente na Vila Joaniza e protesto fechou vias do bairro

Foto enviada pelo Whatsapp
Foto enviada pelo Whatsapp

Moradores da Vila Joaniza queimaram um ônibus na Estrada do Galeão, na Ilha do Governador, na tarde desta terça-feira. O ato de vandalismo aconteceu após a remoção de construções irregulares no local por parte da prefeitura. A principal via do bairro acabou sendo fechada, assim como a Estrada das Canárias, onde lixo e madeiras foram incendiadas. A Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop) disse que a ação impede o surgimento de uma nova favela na região.

A Seop informou que a ação visa impedir o surgimento de uma nova favela na Vila Joaniza, onde foram derrubadas várias construções irregulares e até barricadas colocadas pelo tráfico de drogas da região. O local fica perto do Aeroporto Internacional Tom Jobim, porta de entrada de diversos turistas que vêm para a cidade para as Olimpíadas.

Policiais do 17º BPM (Ilha do Governador) acompanham a ação da Prefeitura, que continua em andamento. De acordo com o Centro de Operações da Prefeitura do Rio (COR), o incêndio do ônibus interditou a Estrada do Galeão, provocando um enorme congestionamento para deixa a Ilha do Governador. Cerca de 40 minutos depois, a via foi parcialmente liberada. Bombeiros controlaram as chamas do veículo.