Concessão do Parque Olímpico e do Maracanã estão entre os assuntos tratados por Crivella em Paris

Concessao do Parque Olimpico e do Maracana estao entre os assuntos tratados por Crivella em Paris

Entre os compromissos da agenda que cumpre na França, o prefeito Marcelo Crivella teve nesta quinta-feira (06/07) um encontro com o fundador e presidente do Conselho da GL Events, Olivier Ginon. Na ocasião, o empresário declarou o interesse em assumir a gestão do Parque Olímpico e do Maracanã, demonstrando também a intenção de construir um centro de convenções no Centro do Rio de Janeiro, onde já opera a Jeunesse Arena e o Riocentro, na Zona Oeste.

– Eu adoro a cidade e o país, e confiamos no futuro do Brasil. Vocês precisam recuperar a economia e nós queremos ajudar – afirmou Ginon, recorrendo a números para informar que sua empresa não foi afetada pela crise econômica. A GL Eventos fechou 2016 com um faturamento de 953 milhões de euros, operando em 36 países.

O dia começou com um café da manhã com o presidente da JCDecaux, Jean Charles Decaux, e a diretora-geral da multinacional no Brasil, Ana Célia Biondi Rodrigues. Presente em 4.453 cidades de mais de dez mil habitantes em 75 países, a empresa está entre as mais importantes do mundo no setor de mobiliário urbano. A JCDecaux já ultrapassou a marca de dois mil totens informativos no Rio, onde planeja expandir sua atuação.

Antes do almoço, o diretor-geral da Câmara de Comércio Internacional (ICC), Anthony Parks, discutiu com o secretário-geral John Danilovich (ex-embaixador dos EUA no Brasil) e o chefe de operações Philip Kucharski, a participação da Prefeitura do Rio no próximo encontro mundial da Associação, que este ano acontece em Sidney, na Austrália. Outro tema tratado no encontro foi a realização do Congresso Mundial no Rio, em 2019.

À tarde, o prefeito Marcelo Crivella foi conhecer a experiência do Cap Digital, importante polo de competitividade de transformação digital que encabeça um grupo de inovação em saúde, educação, cultura, mídia, mobilidade e energia. O prefeito convidou o diretor da agência, Carlos Cunha, para desenvolver projetos no Rio na área portuária que, dependendo de estudos em andamento, pode abrigar o Porto 21. O Cap Digital é responsável pelo evento Future en Seine, maior festival digital da Europa que no mês passado reuniu 22 mil pessoas em discussões, workshops e apresentações sobre as tecnologias e empregos do futuro.

– Inovação e criatividade são a cara do Rio . Quero transformar o Porto 21 em um polo digital de criatividade, inovação e tecnologia, com desenvolvimento de incubadoras e start ups – afirmou Crivella.

Uma reunião com o diretor estratégico de Parcerias e de Comunicação da Agência Francesa de Desenvolvimento (a AFD, equivalente ao BNDES no Brasil), Philippe Orliange, fechou a programação do dia com a discussão de projetos de cooperação e a apresentação de possibilidades de investimentos no Rio por meio de Parcerias-Público-Privadas (PPPs) e concessões públicas. Na oportunidade, apresentado o projeto de verticalização da comunidade de Rio das Pedras, na Zona Oeste. Uma equipe da AFD estará no Rio em outubro para conhecer de perto o projeto.

Fonte: Prefeitura do Rio